Nina: um reencontro no Brasil depois de 10 Natais na Austrália

“Pra mim, Natal significa família. Sinceramente, eu não tenho o Natal como uma data super especial mas é um momento de reunir a família. Eu sou de uma cidade super do interior, então todos os meus irmãos saíram pra estudar e trabalhar e era realmente uma época de reencontro. Essa que era a minha lembrança. Minha maior felicidade é estar com a família,” conta Nina, que depois de 10 anos morando na Austrália, decidiu voltar para passar o Natal no Brasil pela primeira vez este ano. 

Para ela, a decisão de deixar um dos países que melhor está lidando com a pandemia no mundo para regressar para um que pior está enfrentando a situação não foi escolha fácil. 

“No começo dá aquela sensação de ‘será que eu to fazendo a coisa certa? Saí de um lugar super seguro, onde a pandemia já tava voltando ao ‘normal’ para vir para um lugar que a gente não podia sair de casa ou fazer nada…Então estar aqui perto dos amigos mas sem poder visitar os amigos, sem poder ir naquele boteco que eu morro de saudade, que faz 10 anos que eu não vou…é difícil.” 

Porém estar com a família ainda é o mais importante. “Mas, ta valendo muito a pena estar passando mais tempo com a minha família, to me sentindo bem reconectada com eles,” comenta Nina. “A gente deu um tanto de sorte, a minha irmã também tá trabalhando de casa. Ela mora em São Paulo e também veio pra minha cidade. E o meu irmão também voltou pra casa da minha mãe, então acabou que tá todo mundo na mesma casa. Vai ser um natal que a gente vai conseguir reunir os meus irmãos e a minha mãe,” conta.

Acervo Nina

Por ser uma situação de pandemia, Nina precisou pedir uma permissão do governo para sair da Austrália e vai precisar ficar no Brasil por alguns meses, o que a permite aproveitar o cotidiano na sua cidade natal.  “A gente realmente não pode falar que existe uma coisa boa na pandemia, porque não tem. Mas passar esse tempo todo em casa, eu to aproveitando muito a minha família. To sentindo que to conhecendo de novo meus irmaõs, minha mãe, meu pai… e to participando realmente do dia a dia”, declara Nina. 

Ela ainda fala sobre como é voltar depois de tanto tempo e reviver os tempos de adolescência em que todos os irmãos viviam na mesma casa. “Olha, é voltar mesmo aos velhos tempos. Eu to dividindo o quarto com a minha irmã, que foi uma situação que eu achei que nunca fosse passar de novo e a gente tem aquelas coisas de irmã, sabe? Então não é aquela coisa de estar visitando, que todo mundo é bonzinho com todo mundo, que é só saudade. Tem que revezar pra arrumar a casa, pra cozinhar…enfim, tá me lembrando o meu tempo de adolescente, então pra mim tá sendo muito legal.”

Acervo: Nina

Por fim, ela ressalta a importância de se reconectar com quem ama nesse ano. “É muito importante passar esse tempo aqui, principalmente por estar há tanto tempo fora. Eu não sou uma pessoa de ficar falando no telefone ou ficar fazendo vídeo. Eu sou muito tímida, então acho que a gente acaba perdendo um pouco do contato. Pra mim, o contato físico é o que melhor funciona. Então estar aqui para ficar 3 a 4 meses e passar o Natal, que normalmente é a época que a gente juntava todo mundo, isso, pra mim, tá sendo o mais especial de tudo,” conclui.

Published by Mira.Me Project

Written by Leila Maciel, a Brazilian girl who insists on calling the world her home. Escrito por Leila Maciel, uma Brasileira que insiste em chamar o mundo de casa. Instagram: @mirameproject

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

<span>%d</span> bloggers like this: